Critérios ESG e responsabilidade ambiental em transportadoras

Os critérios agrupados na sigla ESG tem direcionado as empresas em ações de sustentabilidade, mas o programa não se trata apenas de conter danos à natureza, o seu escopo é muito mais amplo. Defender esses valores, além de ser correto, passou a ser um excelente negócio.

Um dos desafios do setor de transporte rodoviário de cargas (TRC) é fazer com que as empresas continuem relevantes e competitivas diante das mudanças e necessidades do mercado, o qual exige cada vez mais transparência e ações responsáveis das transportadoras no que diz respeito ao seu envolvimento no meio em que está estabelecida. 

Para quem busca  indicação de solidez, custos mais baixos, melhor reputação e maior resiliência em meio às incertezas e vulnerabilidades, precisa estar atento aos critérios ESG. A sigla, em inglês, significa Environmental, Social and corporate Governance, mas em tradução livre, quer dizer melhores práticas:

ambientais – que incluem aquecimento global, gás carbônico, poluição etc; 

sociais – através de ações com colaboradores, clientes e parceiros;

e de governança – com gestão corporativa, diversidade, políticas, entre outros. 

O SETCERGS, que organiza a 22ª TranspoSul, aplica os critérios ESG e leva esse princípio para a feira, a fim de conscientizar o setor em prol do futuro. Não fique de fora das principais tendências do setor de transporte e logística!