Distribuição em centros urbanos faz crescer procura por caminhões da linha leve

De olho na necessidade de transporte com versatilidade e economia nas cidades fabricantes apostam nesse segmento dedicando avançada tecnologia para os caminhões da chamada linha leve. As novidades nesse setor estarão presentes na 22ª TranspoSul – Feira e Congresso de Transporte e Logística que acontece de 13 a 16 de junho na FIERGS, em Porto Alegre (RS). No acumulado de 2021, a venda de caminhões pesados representa 50,88% do mercado total. Logo depois vêm os semipesados, com 26,33%. Em terceiro lugar estão os leves, com 9,50% e, em quarto, os médios, com 8,77%. Por fim, os semileves fecham a lista com 4,52% dos emplacamentos.

Para o gerente de vendas de veículos comerciais da Ford Brasil, Flávio Costa, a perspectiva para o setor é positiva.

“Além da retomada no segmento de transporte de passageiros, houve uma alta expressiva no comércio eletrônico em função da pandemia e da mudança dos hábitos de compra dos consumidores, e isso tem impactado positivamente alguns setores da economia, principalmente na área logística que tem relação direta com o negócio de veículos comerciais. Os principais desafios estão no fornecimento global de componentes, que impacta diretamente a disponibilidade de veículos, e na pressão dos custos de logística e produção”, disse.

Na 22ª edição da TranspoSul, a Ford estará presente com a linha de veículos comerciais, demonstrando o investimento realizado neste segmento. No estande da empresa, os visitantes poderão conhecer a Transit, veículo de produção regional com qualidade global e a mais vendida na Europa e nos Estados Unidos, tanto na versão minibus para transporte de passageiros, quanto na recém lançada versão furgão.

“Além de conhecer os veículos mais potentes da categoria e os únicos com conectividade de série, os clientes também poderão presenciar nosso ecossistema completo de soluções e experimentar os produtos na pista de Test-Drive da TranspoSul, constatando na prática toda tecnologia, conforto, segurança e robustez de nossa linha comercial. Para nós, o evento é uma plataforma muito importante para relacionamento e vendas, que nos permite estar diante de importantes empresas, demonstrando como a nossa marca e veículos comerciais podem ajudar a alavancar os negócios”, disse.

Já a linha Delivery é a aposta da fabricante Volkswagen. Ideal para transporte rápido nos grandes centros urbanos, oferece como diferenciais economia e versatilidade. Em sete diferentes versões, conta com motorização que varia de 2.8 a 3.8 litros e capacidade e torque variando de 360 a 600 (Torque Líq. Máx. – Nm @ rpm).

O visitante da TranspoSul também poderá conhecer os modelos da linha Accelo da Mercedes Benz. Caminhão ágil e compacto é dedicado à operação em cidades e estradas com os modelos 815, 1016 e 1316, caminhões de 8 a 13 toneladas de PBT. Possuem design moderno, trem de força robusto com motorização com tecnologia BlueTec 5, mais capacidade de carga e são ideais para quem procura praticidade, eficiência e agilidade na coleta e distribuição de cargas dentro das cidades e em curtas distâncias rodoviárias. As versões permitem entregas até nas zonas de restrição de circulação (em São Paulo denominada VUC – Veículo Urbano de Carga).

O segmento da linha leve ganha uma atenção especial na Iveco com um de seus modelos que mais fazem sucesso. O Iveco Daily tem 160 cv de potência, turbina GVT e 200 Kg a mais de capacidade de carga que a versão anterior. O novo painel TFT tem comandos no volante e novos sensores opcionais: pneus, crepuscular e de chuva. Oferece estabilidade para entregas que pedem maior cuidado e para as áreas mais densas.

Na Volvo, o novo VM City é uma opção elaborada com alta versatilidade. Com um exterior resistente e projetado para diferentes tipos de aplicação, o Volvo VM é carregado de segurança, tecnologia e desempenho. Conta com diferentes versões para distribuição, rodoviário, mixer, city, canavieiro, florestal entre outros.